Viewing posts from: May 2015

CRM 360º: como você leva seu cliente desde a captação até o processo de pós-venda

A razão de existir de uma empresa consiste não apenas no lucro, que é uma consequência, e sim na satisfação de uma ou mais necessidades dos clientes. Muitas empresas fazem disso a sua missão e são reconhecidas mundialmente pelo foco que dão aos clientes, e um dos exemplos que temos mais destacado nesse quesito é a Amazon. No topo de seus princípios de liderança destaca-se a obsessão pelo cliente e todas as estratégias da empresa devem iniciar-se a partir da visão do cliente. Como resultado dessa obsessão pelo cliente, a multinacional possui uma legião de fãs pelo mundo, e pelo nível de serviço que entrega, consegue captar novos clientes, vender e reter muito mais. E você deseja fazer de sua empresa uma campeã na gestão de relacionamento com os clientes? Deseja garantir a retenção dos clientes atuais? Quer aumentar suas vendas com a captação de novos clientes? E que tal utilizar o conhecimento sobre os clientes atuais com esse objetivo? Existe alguma ferramenta que pode auxiliar neste processo? Neste artigo, vamos apresentar a você uma visão 360º do CRM, a ferramenta que mudará a forma como você se relaciona com os seus clientes. Confira!

O que é o CRM?

CRM (Customer Relationship Management) significa Gestão de Relacionamento com o Cliente. Na prática, é um conjunto de ferramentas utilizadas para automatizar as funções de contato com os clientes. Essas ferramentas são formadas por sistemas automatizados, mas vão muito além disso. A adoção de um CRM deve partir de uma mudança da cultura empresarial, cujo objetivo deve ser criar, desenvolver e manter um bom relacionamento com os seus clientes, entendendo e antecipando suas necessidades. Para isso, o sistema armazena e inter-relaciona, de forma inteligente, todas as informações pertinentes sobre as atividades e interações dos clientes com a empresa.

Como o CRM ajuda a área comercial

Muitas empresas do mercado não estão contentes com as informações que possuem sobre vendas. O CRM possibilita a geração de informações relevantes sobre os tomadores de decisão, nível de satisfação dos clientes e histórico de pagamento. Com essas informações, as equipes de vendas terão melhores possibilidades de desenvolver relações fortes e explorar as oportunidades e poderão ajudar em questões de suporte ao cliente e coleta de dados. Uma das principais vantagens encontra-se no tempo que a área comercial ganha, pois, com as informações disponíveis e de fácil acesso, é possível que o time de vendas se concentre no fechamento dos negócios, gerando maiores resultados.

O CRM e o processo de captação

O processo de captação de clientes com o CRM pode ocorrer de diversas formas. Abaixo listamos algumas delas para ajudar sua empresa a ter sucesso nesse processo:

Conhecer o cliente

O sistema ajuda a criar um perfil completo e aprofundado do cliente. Ele cruza as informações obtidas em todas as interações possíveis, como telefonemas, e-mails, acesso do cliente ao site, redes sociais, blog e também através de qualquer contato do vendedor com o cliente.

Ajustar o portfólio

Conhecer mais profundamente o seu cliente vai te dar a possibilidade de ajustar o portfólio e as campanhas de marketing, ofertando para aquele consumidor exatamente o que ele precisa.

Mídia segmentada

Com o uso do CRM, é possível atingir apenas o nicho de clientes que você deseja. Ao fazer campanhas de mídia segmentada, você terá um melhor custo-benefício em comparação com a mídia tradicional e resultados muito mais eficazes, pois com o direcionamento certo, a chance de acertar o alvo é maior.

Marketing de conteúdo

Tenha um site amigável, com boa tecnologia e usabilidade e poste informações relevantes em seu blog. Use o CRM para identificar e enviar conteúdo que seja útil e agregue valor aos seus potenciais clientes, oferecendo uma interação um a um, mais próxima e focada. Isso gera reciprocidade, engajamento e vai te ajudar a captar (e fidelizar) clientes.

Regras de ações para o cliente

O sistema possibilita, ainda, a criação de regras para que você nunca mais esqueça um compromisso, lembre-se de enviar o material que foi prometido ou, simplesmente, que mantenha o contato constante, sem perder seus clientes de vista.

O CRM e o processo de vendas

Com todo o conhecimento adquirido e consolidado no sistema de CRM, fica muito mais fácil para os vendedores obterem maior positivação e conversão. Abaixo, listamos como o CRM ajuda nesse processo:

Antecipação

Antes de visitar ou ligar para fechar um negócio, o vendedor pode observar todo o histórico do cliente (ou cliente potencial) pode avaliar se houve problemas em entregas anteriores, se o cliente está com o pagamento em dia, se entrou em contato com o suporte para solicitar algo — e, inclusive, já levar a ele as soluções. O seu interesse por ele vai causar uma impressão muito boa e terá um efeito positivo sobre as vendas.

Produtos complementares

Ao analisar determinado comportamento do cliente, obtido via CRM, o vendedor pode oferecer produtos ou serviços complementares, que levem mais valor ao negócio do cliente, melhorando seus resultados e o ajudando a crescer.

Integrações entre áreas

O sistema permite utilizar a integração com outras áreas também, como o marketing, para oferecer aos clientes interações e promoções exclusivas.

Concentrar esforços

Com as informações dos clientes mais representativos em termos de faturamento e de valor futuro, os vendedores podem oferecer um atendimento diferenciado, personalizado e adaptado às nacessidades desses clientes.

O CRM e o processo de retenção

O custo para conquistar novos clientes é de 5 a 7 vezes maior do que o de reter. Portanto, a fidelização é uma prática muito importante e não deve ser subestimada em nenhuma empresa. Listamos abaixo alguns motivos para você reter os clientes:
  • Menor custo do que conquistar;
  • Indicam novos clientes;
  • Fazem críticas e sugestões;
  • Aumentam seu ticket médio;
  • Valorizam a empresa;
  • Compram com maior frequência.
Veja abaixo algumas ações necessárias para reter os clientes, para as quais o CRM certamente pode contribuir:
  1. Alta qualidade no atendimento;
  2. Atendimento personalizado;
  3. Programas de relacionamento;
  4. Ofertas específicas de acordo com as necessidades dos clientes;
  5. Alertas quando o cliente passar um período sem comprar;
  6. Fornecer conteúdo relevante;
  7. Lembretes e promoções em datas especiais;
  8. Escutar os clientes;
  9. Dar suporte no pós-venda;
  10. Saber se ele está satisfeito.
Vimos nesse artigo o que é CRM e como ele contribui para sua empresa captar novos negócios, aumentar consideravelmente as vendas e como pode ser usado para retenção e fidelização dos clientes que sua empresa já possui. E você, concorda que o CRM é realmente essencial para ter melhores resultados no relacionamento com clientes? Tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário e participe da conversa! Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more

Aprenda a definir metas para seu time de vendas

As metas têm um papel fundamental para o crescimento das organizações, pois é uma das melhores formas de manter as equipes focadas e engajadas em busca dos objetivos traçados no planejamento estratégico da empresa. Ter metas de vendas é essencial para que os colaboradores tenham clareza do que precisa entregar em termos de resultado e trabalhar para superá-las. Mas como definir metas que estimulem o time de vendas e alavanquem o desempenho da empresa? Abaixo listamos algumas dicas que podem te ajudar a definir metas para tornar o seu time de vendas campeão. Confira!

Tenha uma metodologia

O primeiro passo para que você tenha sucesso na criação, acompanhamento e execução de suas metas é ter uma metodologia. O método trará clareza para a sua equipe de vendas, deixando explícito o que, por que, como e quando devem ser entregues os resultados. A metodologia mais utilizada por grandes empresas, e até mesmo para o acompanhamento de metas pessoais, é o modelo S.M.A.R.T. (specific, measurable, attainable, realistic and timely), um acrônimo do inglês que indica os critérios para definir uma meta: ela deve ser específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.

Avalie a sua capacidade produtiva

Depois de definida uma metodologia, é importante analisar a sua capacidade produtiva, pois as metas devem ser atingíveis. Caso isso não aconteça, podem ocorrer resultados inversos aos esperados e manchar a imagem da empresa no mercado. Primeiro com a sua equipe de vendas que ficará desmotivada e, depois, com os seus clientes, que não terão os seus pedidos atendidos porque a sua equipe não tem a capacidade de atender todas as demandas que foram geradas pela equipe de vendas.

Quantidade e duração das metas

Você tem que estabelecer metas de curto, médio e longo prazo. Essas metas devem estar conectadas, de forma que o atingimento das pequenas metas facilitem chegar até as de médio prazo, que, consequentemente, levem ao atingimento das principais metas estabelecidas pela empresa. Lembre-se do que disse Lao-Tsé: “toda grande jornada começa com um primeiro passo”. Mas ao mesmo tempo em que você precisa definir várias metas, tenha cuidado com a quantidade. Em termos de metas, quanto menos melhor — o segredo é nunca ter mais do que você possa contar nos dedos de uma mão.

Metas precisam ser flexíveis

Muitos acham que as metas devem ser rígidas e que tem que ser buscado exatamente o que foi planejado a todo o custo. Esse é um grande erro. As metas devem ser escritas a lápis. Isso significa dizer que você precisa estar sempre de olho no mercado e na empresa, pois as mudanças de cenários exigem que as metas sejam ajustadas, cumprindo o seu objetivo principal, que é levar a empresa ao topo do mercado e sempre manter as equipes motivadas. Agora que você aprendeu os principais fatores para estabelecer ótimas metas para a sua equipe de vendas, é de extrema importância que você as gerencie de forma adequada. Para otimizar esse processo e ganhar produtividade, use a tecnologia para auxiliá-lo. Com uma boa ferramenta, como o Dynamics CRM Online, você e sua equipe poderão acompanhar os indicadores de desempenho de forma prática e em qualquer lugar através da nuvem, podendo analisar se os processos de vendas estão sendo seguidos e melhorar o seu relacionamento com os clientes. A sua empresa já possui metas bem definidas, que estimulam o seu time de vendas, agregam valor ao seu cliente e geram resultados financeiros para a organização? Deixe um comentário aqui no blog com a sua experiência e compartilhe as suas dúvidas conosco! Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

Sobrevivendo à crise através do marketing

Em tempos de crise econômica, investimentos em marketing muitas vezes se tornam escassos ou são até mesmo deixados de lado. A dúvida que fica, no entanto, é se essa é realmente a melhor opção para as empresas. Poucas consideram os resultados do marketing em vendas no longo prazo e de como eles podem afetar os números do seu negócio, mas é justamente aqui que precisamos abrir os olhos: não seriam os investimentos em marketing responsáveis por manter sua empresa respirando antes, durante e depois de uma crise financeira?

Por que o marketing é uma das primeiras áreas a sofrer reajustes?

Essa é uma realidade bem comum em meio às crises econômicas, pois o setor de marketing ainda não é visto com tanta importância por muitas empresas. Elas percebem essas estratégias como um apoio e não um investimento — que resulta em um aumento significativo de vendas. Além disso, muitas ainda não sabem como mensurar os resultados vindos das suas estratégias de marketing. Sendo assim, enxergar determinado valor nesse setor torna-se um desafio para muitas delas.

O desafio é ver o marketing como investimento

Uma vez que a empresa passa a perceber os investimentos de marketing como oportunidades de mercado, o valor dessa estratégia começa a ser notado. Para saber ao certo quais são os resultados provenientes de todas as ações é preciso calcular o ROI (retorno sobre investimento): ROI = ganho obtido - quantia gasta com o investimento O que realmente acontece é que muitas empresas não investem no marketing de forma correta. Para obter resultados concretos, é preciso ter um planejamento detalhado de cada investimento que será realizado dia a dia durante a estratégia. E, além disso, não deixar o planejamento na gaveta: colocar todas as ações em prática e mensurar os resultados sempre que possível, para encontrar os pontos de sucesso e decadência da estratégia (e conseguir melhorar o processo).

No que uma empresa deve investir?

O investimento em CRM é uma das melhores opções para empresas que querem sobreviver à crise com grandes resultados. Por definição da Gartner Group, CRM é uma estratégia voltada para entender e antecipar as necessidades e oportunidades das empresas. Sendo assim, essa ferramenta é utilizada com o objetivo de fidelizar cada vez mais clientes, pois é possível entender suas maiores necessidades e encontrar o ponto máximo de satisfação. Clientes satisfeitos são clientes que promovem a marca — e, principalmente em tempos de crise, indicação de amigos/sócios é fundamental para os negócios. O CRM pode ser aplicado tanto em estratégias de curto prazo como em planejamentos mais demorados. Em curto prazo, uma das saídas mais interessantes é potencializar o que já está em funcionamento dentro da empresa. Por exemplo, comece a trabalhar de forma mais próxima com os atuais clientes e leads que possui. Garanta um atendimento diferenciado para essas pessoas, focando sempre nas suas maiores necessidades e nas soluções para essas dores. É fundamental também fazer follow up com alguns negócios que ficaram pendentes: use seu CRM para entender em qual momento desse processo de vendas seus clientes param, a razão dessa pausa e, com base nessas informações, trazê-los de volta para as negociações. Já no caso de estratégias de longo prazo, o marketing de conteúdo se destaca por ser uma modalidade de marketing digital com valor de investimento mais baixo. Um dos pontos primordiais dessa estratégia é a nutrição de leads conquistados com conteúdo. Para que isso aconteça, o uso do CRM é fundamental. Como nesse momento estamos falando de prospecção desses clientes, é preciso traçar todo o planejamento desde o começo. Esse é um caminho longo, mas com a ajuda do CRM será possível entregar o conteúdo certo na hora certa, garantindo o sucesso da sua estratégia. Uma das maiores vantagens do marketing de conteúdo é que seus resultados são colhidos diariamente. Com a produção de conteúdo educativo e útil, é possível que mesmo depois de muito tempo esses artigos continuem dando retorno e atraindo interessados no seu produto. Sendo assim, o valor de todo esse investimento é vitalício: ele se paga e começa a agregar linearmente ao caixa da empresa. O segredo para sobreviver à crise econômica é quebrar alguns paradigmas e entender que marketing não é gasto, é investimento. Além disso, é fundamental abrir a mente para a implementação de softwares que podem ajudar na gestão dos negócios. Como sua empresa se posiciona diante a crise econômica? Já investe em estratégias de marketing? Deixe um comentário aqui no blog e conte para nós as suas experiências ou compartilhe também suas dúvidas! Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more

Conheça as tendências da cloud computing para as empresas

A cada dia mais empresas estão migrando para sistemas de computação em nuvem, mas antes de fazer isso é preciso pesquisar e se informar sobre quais as vantagens e funcionalidades que melhor se encaixam no perfil do seu negócio. Existem diversas formas e opções adequadas para cada empresa, facilitando a migração e a adaptação dos seus ambientes de forma segura. Se você está pensando em adotar essa tecnologia na sua empresa, confira a seguir as principais tendências da cloud computing:

O novo conceito de infraestrutura

A computação em nuvem revolucionou os ambientes corporativos de TI. As empresas estão atualizando seus datacenters para se adequarem à computação em nuvem, ou, na maioria dos casos, transferem seu ambiente tecnológico completamente para um sistema de cloud computing totalmente personalizável, administrado por um fornecedor de grande porte. Com essa mudança no paradigma de tecnologia da informação, cada vez menos as empresas compram servidores e outros hardwares — e estão se preocupando menos com os serviços operacionais de TI. Assim, elas podem dedicar mais tempo e recursos para utilizar a tecnologia da nuvem e agregar valor ao negócio da empresa.

Controle de custos

Com a flexibilidade e resposta rápida dos sistemas de cloud computing, as empresas que aderem à nuvem conseguem prever os seus gastos e definir orçamentos mais realistas sobre quanto custam os serviços de TI. Além disso, junto com a computação em nuvem, veio também o conceito conhecido como Pay per Use, onde a empresa paga apenas pela quantidade de recursos que consumir. Essa forma de pagamento tem gerado uma redução considerável de custos para as empresas.

Disponibilidade

A computação em nuvem tende a quebrar todas as barreiras físicas existentes atualmente, considerando que um sistema de cloud computing sempre estará on-line, basta possuir acesso à internet para que seja possível acessá-lo com segurança e ter todos os recursos que forem necessários funcionando. As empresas que lidam bastante com viagens e reuniões externas estão utilizando bastante a computação em nuvem para aumentar a sua produtividade através da infraestrutura em nuvem, que permite obter respostas mais rápidas dos seus funcionários externos ou em trânsito constante.

Foco nos serviços

As modalidades de serviço na nuvem são: plataforma como serviço (PaaS); desenvolvimento como serviço (DaaS); infraestrutura como serviço (IaaS) e software como serviço (SaaS). Dentro dessas subdivisões estão presentes as principais ferramentas e aplicativos da computação em nuvem atual. A Microsoft, por exemplo, disponibiliza o Microsoft Azure para funcionar nas quatro modalidades de serviços, seja como um simples data center (IaaS) ou como uma plataforma, ao oferecer sistemas operacionais e outros serviços aos seus clientes. O fato é que estar na nuvem não é uma mera tendência capitaneada pelas grandes empresas do mercado, mas uma maneira eficiente de reduzir custos com manutenção, compra de softwares, gestão de TI e utilização de espaços físicos para a alocação do servidores das empresas. E como os serviços de cloud computing são bastante flexíveis, existem diversas opções adequadas às pequenas empresas, como o próprio Azure. O mercado está cada vez mais exigente, os softwares mais avançados e a computação em nuvem continua expandindo-se no mundo corporativo. E você, o que acha do cenário atual de cloud computing? Ainda tem dúvidas sobre esse assunto? Deixe um comentário e conte pra gente! Consultoria gratuita de Microsoft Azure oferecida pela inovelive!

Read more

Entenda como a interação pessoal pode ser a chave para o sucesso da equipe de vendas

Vender é uma arte. É fundamental que o vendedor, independente de qual mercado atue, tenha desenvoltura e um perfil capaz de prender a atenção do ouvinte e despertar interesse. As vendas, inclusive, são fruto desse bom relacionamento com o cliente e, para que o processo de vendas seja bem efetivo, certos cuidados são necessários. Para empresas que comercializam seus produtos pela internet, de forma remota, o esforço precisa ser ainda maior. Por isso, hoje falaremos sobre a importância de desenvolver uma boa interação pessoal, seja on ou off-line. Confira!

Como aprimorar as vendas da minha empresa?

Considerando a importância das interações pessoais, essa é a primeira peça chave para garantir um bom aumento de vendas. Os vendedores que comercializam seus produtos virtualmente precisam desenvolver cada vez mais suas capacidades de relacionamento para garantir o interesse dos seus clientes bem vivo. O jogo de cintura não fica de fora! É preciso entender que o cliente espera que o vendedor saiba mais do que ele. Por isso, é comum que o seu cliente faça algumas perguntas específicas ou até mesmo que podem desestabilizar o vendedor, afetando a confiança na sua empresa, especialmente no caso de um ticket médio muito alto. A informação é uma das armas mais valiosas do setor de vendas e precisa ser utilizada da melhor forma possível — e constantemente aprimorada.

Face a face ou via internet? Qual fecha mais negócios?

De acordo com uma pesquisa feita em 2014 pela Loudhouse para a empresa SAP, a tecnologia se mostrou o principal elemento durante a fase de pesquisa inicial do usuário por um serviço ou produto. Nesse momento, 75% dos clientes utilizam de pesquisas na web para conhecer empresas que podem fornecer o que ele precisa. Ainda existe uma necessidade do mercado de ter uma interação face a face no momento final do processo de vendas. No entanto, essa não é uma regra. Com as novas exigências do mercado e a mudança nos hábitos de consumo, muitos clientes fecham negócios de forma remota, desde que tenham toda a informação necessária e segurança no vendedor.

A praticidade por trás das vendas

A frase “tempo é dinheiro” nunca fez tanto sentido quanto nesse momento em que estamos vivendo, tanto para as empresas quanto para os clientes. Por isso, é fundamental que o processo de vendas seja bem feito para que não seja necessário voltar em determinados pontos e rever propostas e informações, perdendo um valioso tempo. Nessa parte, vale ressaltar a importância de ter todas as informações a respeito do seu produto, serviço e empresa em mãos na hora da negociação com seus clientes. Seja on ou off-line, a interação social do vendedor é fundamental. Os compradores estão cada vez mais críticos e analíticos e, por isso, saber como lidar com as ansiedades, expectativas e dúvidas desses clientes é o diferencial da sua empresa em relação à concorrência. Treine vendedores para fechar bons negócios, capazes de envolver os compradores e apresentar a eles sua empresa como um parceiro, e não um mero fornecedor. A interação social precisa ser trabalhada não só no processo da venda em si como também no pós. Um cliente satisfeito é um cliente encantado, fidelizado, capaz de divulgar sua marca para um maior círculo de pessoas. Que tal transformar seu time de vendas? A hora é essa! Como você tem trabalhado esse aspecto com os seus colaboradores? Conhece alguma boa dica para compartilhar com a gente? Deixe o seu comentário! Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

5 dicas de marketing de automação para vendas

Automação de marketing é uma maneira de acelerar a produtividade tanto da equipe de marketing quanto da equipe de vendas, melhorando os fluxos de informação e deixando as pessoas liberadas para planejar e atender bem ao cliente. Contudo, nem sempre os processos de venda são vistos como um dos beneficiados pela automação de marketing, já que ela está enraizada no setor que antecede as vendas. Então, fica a pergunta: a atuação da equipe de vendas não é a continuidade do trabalho do marketing? E como ela pode se beneficiar dessa automação?

Obtendo insights para melhorar os processos de venda

A automação de marketing coleta uma série de dados que são preciosos para a equipe de vendas, como os conteúdos acessados pelos leads, a jornada que eles percorrem até a empresa e suas necessidades. Com esse tipo de informação a equipe de vendas pode ser mais assertiva em suas abordagens, personalizando o contato com o lead ao máximo através da referência aos conteúdos com os quais ele teve contato. Sentindo-se valorizado, o lead fica mais propenso a fechar qualquer negociação.

Direcionando conteúdos de acordo com o estágio do funil de vendas

O marketing acompanha de perto os estágios do funil de vendas para nutrir os leads com conteúdos específicos, o que também pode ser feito pelo time de vendas. Ter um lead qualificado não significa uma conversão, é preciso trabalhar esse lead com alguns materiais finais, como comparativos de soluções e preços, por exemplo. Sendo assim, sabendo exatamente como cada lead percorreu o funil de vendas, cada vendedor pode desenvolver uma abordagem única e focada exatamente no que o lead está buscando, aumentando as chances de uma boa venda.

Conhecendo melhor o cliente

A internet e as mídias digitais colocaram as empresas em uma situação delicada, onde a exclusividade fala mais alto do que qualquer estratégia de marketing ou vendas. Dessa maneira, a partir dos dados coletados com a automação de marketing, é possível determinar com maior precisão quais são as características comuns ao seu público, definindo a buyer persona para que o seu time de vendas possa se basear na hora de desenvolver processos de venda mais focados no cliente.

Melhorando a qualidade do atendimento

A automação de marketing é uma ferramenta incrível para melhoria da qualidade do atendimento do seu time de vendas, já que as pessoas ficam liberadas das atividades manuais para se concentrar melhor no relacionamento, peça fundamental para que você obtenha sucesso na sua empresa.

Sabendo o que realmente interessa para o seu cliente

O histórico de interações entre o lead e as ações de marketing da sua empresa — que são captadas e concentradas nas ferramentas de automação de marketing — pode identificar com bastante precisão qual é a solução que o seu lead busca. Se ele consulta três produtos diferentes, é possível verificar quanto tempo ele passou obtendo informações sobre cada um e se ele interagiu de maneira diferenciada com algum deles, facilitando na hora de o vendedor entrar em contato e oferecer uma opção. Aquela que foi mais apreciada pelo lead deve ser a primeira oferta, já que ele se demonstrou mais interessado. Caso ainda restem dúvidas, o vendedor pode enviar um comparativo e dar seguimento às negociações com base no feedback do lead. Segundo a consultoria Gartner, até 2020 a automação de marketing dará conta de 85% de todo o relacionamento entre empresa e clientes, o que significa que os seus processos de venda serão altamente ágeis, exigindo uma postura proativa do seu time de vendedores na hora de atender um novo cliente. Sua empresa está preparada para esse desafio? Já usa os insights da automação de marketing para o time de vendas? Conte para nós! Webinar sobre Produtividade e CRM Online

Read more

Como identificar que é o momento ideal para sua empresa adotar um CRM?

Adotar um CRM é uma decisão difícil para muitas empresas, seja pelo custo da aquisição de um sistema de gestão eficiente ou ainda pela falta de um número de clientes que justifique esse investimento. Por essa razão, boa parte dos empreendedores mantêm sua gestão de clientes em planilhas eletrônicas que são eficazes no registro de dados e informações, mas que não permitem um relacionamento adequado, já que todo trabalho se torna manual e burocrático. E como saber que está na hora de a sua empresa adotar um CRM? Será que existe um momento ideal?

Quando você quer mais do que vender, quer criar um relacionamento com o cliente

Vender uma única vez não traz resultados positivos para a empresa. É no relacionamento de qualidade que a empresa fideliza, gera engajamento e estimula a recompra, aumentando o lifetime value de cada cliente. Sendo assim, sempre que você quiser mais do que uma simples venda, será necessário ter um sistema de gestão que dê o suporte necessário para que você conheça a fundo cada cliente e possa ofertar produtos e serviços de valor, que realmente contribuam para melhorar uma condição ou resolver um problema.

Quando você precisa qualificar leads

Analisar quem está pronto para receber um contato de vendas e quem não está é essencial para que você mostre o quanto sua empresa está preparada para atender a esse público, ou seja, é um trabalho contínuo e que exige a avaliação de diversos critérios, como o estágio em que cada lead se encontra no funil de vendas, por exemplo. Se você faz isso manualmente, certamente está deixando leads qualificados escaparem enquanto perde tempo contatando leads que ainda não estão no estágio final do funil de vendas. Ao adotar um CRM, essa qualificação é feita automaticamente, observando os critérios determinados pela sua empresa e registrando todo o histórico de interações com cada lead, o que facilita a identificação de quem deve e quem não deve ser passado para a equipe de vendas.

Quando você precisa de métricas de desempenho

Acompanhar a evolução das suas vendas, taxa de conversão, ticket médio e faturamento é importante para que você saiba se está no caminho certo e que ações pode desenvolver para maximizar os seus resultados. Fazer essa análise com base em planilhas exige um esforço sobre-humano e ainda não gera todo o valor que você pode extrair com um sistema de gestão integrado, que emita relatórios de desempenho em poucos segundos, com informações atualizadas e seguras.

Quando você precisa identificar tendências

O segredo do sucesso é estar sempre um passo à frente da concorrência, mas sem as informações certas, na hora certa, fica difícil criar vantagem competitiva. Esse problema é facilmente resolvido com um CRM, afinal, você tem todas as informações geradas com a interação com seus clientes e pode identificar tendências de mercado com mais facilidade, criando novas e melhores oportunidades de negócios.

Você identificou uma ou mais situações na sua empresa? Se a resposta for sim, certamente você precisa de um sistema de gestão e está no momento ideal para adotar um CRM!

Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more