Viewing posts from: June 2015

6 dicas de como motivar um time de vendas

Motivar é investir nas pessoas e se você realmente quiser influenciar e entusiasmar seus colaboradores, precisa identificar os pontos em comum da empresa e do seu time de vendas. Sim, porque ninguém se motiva pelas razões e objetivos dos outros. Vamos fazer uma analogia: você já viu uma corrida de revezamento? Como é bonito e empolgante ver cada atleta dar tudo de si para passar o bastão ao outro companheiro, perceber que todos farão o máximo de esforços para que no final todos ganhem! Infelizmente, o que vemos hoje em muitas organizações é outra prática. Enquanto alguns colaboradores dão o sangue pela empresa, outros querem se aproveitar do esforço alheio. Mas é função do líder mudar esse contexto e construir um ambiente para que todos os colaboradores possam crescer de maneira conjunta. É assim que se faz uma equipe de vendas campeã. Para te ajudar a construir esse cenário, vamos te dar 5 dicas para motivar seu time de vendas. 1- Não existem vendas fortes com liderança fraca Lembre-se sempre disso: sua equipe será o reflexo de sua liderança. O desafio não está somente no trabalho, mas no líder em si. É ele o responsável por criar e manter o ambiente, identificar quais os objetivos individuais de seus colaboradores e fazê-los entender que cada membro da equipe tem sua importância para a organização. Quando o líder enfatiza o crescimento e desenvolvimento pessoal, ele não está ajudando somente sua equipe de vendas a ter mais resultados, mas também aumentando a produtividade da empresa — e, indiretamente, assegurando o emprego de várias pessoas. É uma vitória para todos. 2- Mantenha a disputa sadia É claro que dentro de um time de vendas haverá uma tendência natural à competitividade. É normal isso entre os colaboradores e ter uma disputa saudável para ver quem vende mais ou tem os melhores clientes faz bem para toda organização. O que não deve acontecer é a disputa predatória. Mantenha a ética dentro do time e busque ser criativo ao estimular essa competição. Todos devem entender que estão no mesmo barco. 3- Dê feedbacks para sua equipe O feedback é uma poderosa ferramenta para nortear seu time de vendas, evitar erros futuros e, principalmente, motivá-lo. Se um vendedor perde uma venda, ele é criticado, mas quando faz uma excelente venda não recebe nem um parabéns? A finalidade do feedback é ser construtiva para a equipe e funcionar como uma via de mão dupla: se sua equipe melhora, você também melhora! Lembre-se: corrija em particular e elogie em público. Não acumule fatos, dê o feedback na hora do acontecimento, não dê feedback em nome de terceiros, seja sempre respeitoso com todos da sua equipe e finalize sempre agradecendo e dando um reforço positivo. 4- Ajude sua equipe a atingir uma alta performance O foco de todo líder é direcionar a motivação da equipe de vendas e transformá-la em alto desempenho e produtividade. Para isso, crie desafios e incentive sua equipe a se superar sempre. Alguns podem até resistir por acharem que as expectativas são altas demais, porém, deixe claro que a intenção é sempre alcançar a superação e obter ótimos resultados como consequência. 5- Defina a posição de cada um no time Antes de qualquer jogo de futebol começar, o técnico já definiu a responsabilidade de cada um durante a partida. E com sua equipe de vendas a lógica funciona da mesma maneira: defina as responsabilidades de cada um de forma bastante clara e evidente. Quando cada colaborador conhece o papel que tem na organização, ele trabalha com mais confiança em equipe e sabe o que precisa ser feito para realizar sua meta — individual e coletiva. 6- Inspire o aumento de produtividade Inspire sua equipe a aumentar a produtividade não só com palavras, mas ofereça a infraestrutura necessária para que cada vendedor se organize melhor e foque naquilo que realmente irá garantir que ele atinja as metas. Isso pode ser alcançado por meio da implantação e insentivo o uso de softwares e aplicativos de produtividade, como sistemas de gestão de relacionamento com clientes e/ou ferramentas de produtividade de nível empresarial. Aqui podemos citar, como exemplo, o Dynamics CRM Online, para gestão do relacionamento com o cliente, e o Office 365, como pacote de softwares para dar mais produtividade aos seus vendedores. Além disso, sincronize os ideais individuais com os da organização, fazendo com que eles vislumbrem um futuro melhor dentro da empresa. E crie um ambiente que eleve a satisfação e realização pessoal. Motivar o time de vendas não é uma das tarefas mais fáceis, você pode ser o gestor mais competente, talentoso, com mais conhecimento e capacidade do mundo, mas se sua equipe não estiver motivada, nada disso vai adiantar. Sua empresa tem utilizado essas técnicas ou há mais algumas que gostaria de nos contar? Deixe seu comentário no blog e vamos compartilhar experiências! Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more

Pós-venda como diferencial estratégico para sua empresa

O foco da maioria das empresas costuma ser sempre no pré-venda, na tentativa de concretizar o maior número de transações possíveis, mas, após a conversão, a tendência é “abandonar” o cliente e isso pode ser um erro muito grande. O pós-venda é uma prática muito vantajosa e não deve ser deixada de lado por nenhuma organização. Atrair um novo cliente custa 5 vezes mais que manter um atual, o qual, provavelmente, comprará novamente com você. Além disso, ao fidelizar um consumidor a sua empresa ganha uma verdadeira parceria e, com o trabalho de pós-venda bem-sucedido, ganha também um divulgador do seu produto. Entenda mais sobre a importância dessa prática e aprenda como fazer do pós-venda um diferencial estratégico para a sua empresa:

Vantagens em fazer pós-venda

Empresas que integram o serviço de pós-venda nos seus negócios rapidamente começam a colher as vantagens, como o aumento de credibilidade da empresa no mercado e a reputação de compromisso com o cliente. Quando o consumidor tem suas reclamações rapidamente atendidas e percebe que a empresa se preocupa com ele, a famosa propaganda “boca a boca” entra em ação — sem custos diretos. É importante lembrar que quando um consumidor escuta de um amigo, conhecido ou familiar que certa empresa é boa ou o produto vale a pena, a propensão a comprar é muito maior do que simplesmente uma propaganda em mídias. Outro número altamente relevante e que demonstra a importância do pós-venda em uma empresa é o fato de que 95% dos consumidores que tiveram suas reclamações resolvidas rapidamente, desejam comprar novamente com a empresa. Já com relação aos processos internos da organização, ao fazer um pós-venda é possível descobrir falhas em algumas ações de que normalmente não se tem ciência, como é o caso de problemas na entrega, atrasos pela transportadora, demora em responder ao cliente ou até mesmo condutas inapropriadas de vendedores. Essas informações podem ser informadas pelo cliente nos contatos que sua equipe fizer com ele, mas a maneira mais eficaz de coletá-la é por meio de um sistema de gestão do ralacionamento com o cliente (CRM) onde cada interação de sua empresa com o cliente e dele com sua empresa ficará registrada, com um histórico fácil de consultar. Além disso, o sistema dará informações de nível gerencial que podem te ajudar a descobrir quais são os pontos de melhoria em sua equipe. Por exemplo, você pode descobrir o tempo médio em que os clientes são respondidos, verificar o nível de satisfação com sua empresa, descobrir quais atendentes possuem melhores avaliações, dentre tantas outras funcionalidades.

Pós-venda ativo e receptivo: qual é a diferença?

No pós-venda ativo, o setor entra em contato com o cliente antes mesmo que ele solicite ou interaja, por exemplo, mandar um e-mail após a compra perguntando como foi o processo, se teve algum problema ou pedindo que faça um comentário sobre o produto em seu site. Aqui um software de CRM pode automatizar esse primeiro contato e até programar uma sequência padrão de atividades a serem desenvolvidas com os clientes e indicar para os atendentes quais são as tarefas prioritárias daquele dia. Por exemplo, um e-mail pode ser enviado para o cliente após ele receber um produto e, por padrão, um agente deverá entrar em contato com o cliente após 7 dias. A ferramenta irá indicar para o atendente quais clientes devem ser acionados e qual o foco da conversa com ele. Já no receptivo, você mantém abertos alguns canais específicos para o cliente entrar em contato com você, seja para fazer reclamações, sugestões ou tirar dúvidas. Neste caso o CRM será importante para manter o histórico do relacionamento com o cliente sempre atualizado. Imagine se o mesmo cliente entrar em contato com sua empresa por meio de um portal de internet e depois ligar para consultar o status do chamado e o responsável pelo suporte não ter a informação... Não seria algo agradável para o cliente! Quando sua empresa consegue equilibrar e trabalhar bem essas duas formas, os resultados são sempre melhores.

Como fazer um pós-venda efetivo

  • O ideal é trabalhar com mais de um canal de atendimento ao cliente — e que estejam sempre abertos e acessíveis —, por exemplo, e-mail, chat on-line e um telefone para contato. Isso, além de permitir que o consumidor chegue até você, aumentará a confiança no momento da compra.
  • Estabeleça um prazo para sua equipe entrar em contato com o cliente após a compra. Supondo que a transportadora leve 10 dias para entregá-lo, você pode estabelecer como prazo 12 dias, por exemplo. Assim, saberá imediatamente se houve algum problema com a entrega e já poderá corrigir.
  • Jamais deixe seus clientes sem informações. Sempre que houver perguntas ou dúvidas, responda prontamente — mesmo que a informação conste em outro local ou já tenha sido repassada.
  • Proponha soluções viáveis para o consumidor e que realmente possam ser cumpridas. Falsas promessas costumam ser alvo de críticas frequentes às empresas e motivo mais do que suficiente para uma propaganda negativa entre os amigos e conhecidos. Lembre-se de perguntar se a solução realmente está de acordo com o que o consumidor espera.
Pronto para começar um pós-venda efetivo? Sua empresa já tem desenvolvido esse trabalho junto aos clientes? Compartilhe suas experiências ou dúvidas conosco! Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

Entenda por que o cold calling vem perdendo espaço para geração e nutrição de leads

Houve um tempo em que o marketing não possuía muitas informações sobre a base de clientes que desejava alcançar, e precisava investir em técnicas pouco assertivas para chegar aos seus objetivos. Esse cenário mudou quando as empresas passaram a adotar um software de CRM e passaram a transformar seus dados em informações que geram insigths sobre produtos, serviços e perfis de consumidores. Uma das principais técnicas utilizadas antes do entendimento do cliente potencial e de suas reais necessidades era o chamado cold calling, que significa telefonar para alguém que se encaixe no seu público-alvo, mas que não conhece o seu produto e serviço — e nem está esperando sua ligação —, para tentar se vender através do telefone e transformar esse prospect em um lead (veja como classificar seus clientes potenciais) . Mas hoje em dia, essa prática já é vista com maus olhos e pode até manchar a sua imagem com o público. Entenda por que isso acontece e conheça melhor a nutrição de leads para incluir na sua estratégia!

As desvantagens do cold calling

Embora tenha um custo baixo, que envolve apenas uma equipe de telemarketing especializada em vendas e uma base qualificada, essa técnica vem perdendo espaço devido à evolução da tecnologia. E os fatores são vários: as vendas através de ligações estão caindo em desuso, os consumidores se sentem invadidos por um estranho ter tido acesso a seus dados, não querem ser abordados por um vendedor quando não estão em um momento de compra e nem sempre estão disponíveis no momento da ligação, o que pode causar um incômodo. Sabemos que uma das principais responsáveis por essa mudança de comportamento foi a internet. Graças à sua popularização, hoje o consumidor tem um alto poder de comparação antes da decisão de compra e consegue pedir a opinião de seus amigos e familiares de maneira instantânea, deixando sua decisão ainda mais precisa.

Entenda a nutrição de leads

Mas se a internet é o problema, ela também é a solução. Através das ferramentas e técnicas que são disponibilizadas atualmente, podemos buscar diversas soluções para qualificar o relacionamento com o cliente, como a nutrição de leads. A nutrição de leads consiste em alimentá-los com informações relevantes que tenham a ver com o seu negócio e que possam ajudá-lo a tomar a decisão de compra, como um e-book, um artigo, uma planilha, ou qualquer outro conteúdo que seja de seu interesse. Dessa forma, ele estará sempre em contato com a sua empresa, acessará aquele conteúdo quando achar mais apropriado (sem se sentir incomodado), e poderá avançar de maneira mais efetiva para a próxima etapa do funil de vendas (veja como a construção de uma buyer persona pode ajudar nesse trabalho de nutrição de leads).

Por que a nutrição de leads é melhor que o cold calling

A principal vantagem da nutrição de leads é poder acompanhar os diferentes estágios de cada usuário de maneira isolada, customizando o atendimento e o relacionamento, transmitindo a sensação de exclusividade e de atenção por parte da sua empresa para o possível comprador. E a equipe de vendas também sai ganhando, uma vez que não precisa perder tempo investindo em quem ainda não está pronto para fechar negócio (e nem incomodando os clientes), podendo se envolver apenas com quem já está mais amadurecido no processo e demonstrando um interesse maior para o momento da conversão. Além disso, se otimizado, o custo de realização desse processo é baixo e consegue oferecer um grande retorno. As opções para se trabalhar com a nutrição de leads são muitas, o que faz com que seja necessária uma dedicação e aprofundamento no assunto por parte da empresa e dos seus colaboradores. Mas uma coisa é certa: uma vez que você começar a utilizar essa técnica e perceber os resultados, vai abandonar o cold calling de vez. Tem interesse em utilizar a geração e nutrição de leads em seu negócio? Sabe como o Dynamics CRM pode te ajudar nessa estratégia? Ainda tem dúvidas sobre como fazer isso? Entre em contato conosco ou deixe um comentário aqui no blog! Webinar sobre Produtividade e CRM Online

Read more

E-mail marketing como ferramenta de relacionamento com o cliente

Como muitas outras ferramentas no mundo virtual, o e-mail marketing ainda tem muitas facetas a serem mais bem exploradas pelas empresas nas suas estratégias de comunicação com os clientes. Se por uma via ainda é comum ver empresas disparando anúncios, promoções e ofertas para o target em busca de oportunidades de venda. Por outra, ainda falta muito a ser melhorado na troca de informações para criar laços mais fortes e duradouros com seus clientes. Isto é, as instituições precisam ouvir mais e melhor os seus consumidores. Neste post vamos explorar o universo do e-mail marketing como uma ferramenta de relacionamento com o cliente. Acompanhe:

Monte sua base

Não há ferramenta que funcione sem uma estratégia com base sólida e, no caso do e-mail marketing, essa base é o mailing, a lista. O primeiro passo, e um dos mais desafiadores, é a composição de mailing sólido e qualificado. Isso quer dizer uma lista real de e-mails, com contas válidas e segmentada de acordo com o perfil do público-alvo. No caso de estratégias de relacionamento, há um bom caminho percorrido, já que a composição do mailing parte, normalmente, de pessoas que efetivaram uma compra de produtos ou serviços da sua empresa ou consumiram a marca de outra forma — como, por exemplo, se cadastrando no seu site para receber ofertas, promoções e demais informações.

Ouça os seus clientes

Você já deve ter ouvido a máxima: “o cliente tem sempre razão”, certo? E existe um motivo muito simples para que todo mundo conheça essa frase. É o fato de ser justamente o consumidor que sentirá na pele (e no bolso) qualquer descontentamento ou insatisfação por adquirir um determinado produto ou serviço que não corresponda às suas expectativas e necessidades. Portanto, ouvi-lo não é apenas uma questão de retribuição pelo cliente optar pela sua marca e, sim, uma postura proativa na identificação tanto de forças quanto de fraquezas da empresa. Entretanto, não adianta só ouvir: é preciso reagir. Não espere para que um cliente desconte sua raiva e propague suas insatisfações nas redes sociais, pois isso pode acarretar um prejuízo gigantesco para imagem da marca. Nesse sentido, o e-mail é um canal direto, prático, barato e privado para responder aos anseios do consumidor, sem que um problema específico (e, muitas vezes, particular) se torne uma discussão pública que possa resvalar negativamente na percepção que o mercado tem da sua marca.

Tenha estratégias de frequência

Basta um clique para uma mensagem chegar a milhares de clientes em questão de segundos, mas é exatamente dessa facilidade que surge o erro mais frequente nas ações de e-mail marketing: errar na medida. Saturar o público com informações desnecessárias e repetitivas é muito comum e para evitar problemas, as estratégias devem contemplar que toda ação tem um ciclo de vida, um timing e deve respeitar o dinamismo da rede. Para não errar a mão, é preciso simplesmente se perguntar se o target depende de algum esclarecimento, se há uma informação nova e atualizada ou um anúncio especial (ofertas, planos, promoções, etc.) a ser feito. Se a resposta é não, o melhor é maneirar nos envios. Não existem regras exatas quanto à frequência, mas a melhor dica é não encher a paciência do cliente.

Cuide da forma

É importante o público associar e identificar uniformidade e clareza nas ações virtuais de uma empresa, pois isso passará clareza, objetividade e profissionalismo para os clientes, que tendem a confiar mais em marcas que demonstram coerência — em especial se houver a mesma assinatura, design e caminhos (links) nas ações de e-mail marketing no site e redes sociais.

Não caia no spam

As pessoas têm cada vez menos tempo para o volume de informações que recebem, por isso, os filtros estão cada vez mais severos em relação ao que pode ser qualificado como spam, além das regras dos ISP (Internet Service Providers) de controle do tráfego de informações e identificação de práticas abusivas (lixo eletrônico, phishing, etc.). Logo, o que vai definir o destino do seu e-mail marketing, caixa de entrada ou lixeira, é a relevância do conteúdo. As micro e pequenas empresas têm a opção mais barata de consultar nos sites dos provedores as indicações para não cair no spam, além de aplicativos que ajudam a estar de acordo com algumas regras. Já as grandes organizações podem optar por contratar serviços especializados, que devem buscar soluções, como as certificações (Return Path), para garantir a “entregabilidade” e reputação do e-mail marketing da empresa. Afinal, seu investimento em forma, conteúdo e frequência pode perder todo o sentido se sua mensagem for parar no lixo eletrônico do seu cliente, não é mesmo? Já usa o e-mail marketing na sua estratégia de relacionamento com o cliente? Compartilhe sua experiência e opinião sobre o assunto! Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more

3 fatores que tornam a intranet indispensável para sua empresa

Você já deve ter passado pela seguinte situação: Um cliente liga para sua empresa e pergunta se vocês vendem determinada solução. Mas, ele não sabia como explicar exatamente o que queria, nem sabia o nome do seu produto ou serviço. A atendente, apesar de treinada, não conseguiu definir se sua empresa tinha uma oferta para o cliente potencial e depois de “dispensá-lo” te avisou sobre a ligação. Com mais experiência, você identificou uma oportunidade de realizar uma venda e satisfazer o cliente, mas ao retornar à ligação para ele, descobriu que a pessoa já estava em contato com outra empresa concorrente. Além disso, o cliente potencial fez um pedido complexo que necessitava da validação de outra área ou pessoa de sua empresa, que não estava disponível naquele momento, e que precisaria compreender muito bem o pedido para oferecer algo de valor ao interessado.  Resultado, quando você conseguiu enviar um bom material sobre seu produto ou serviço, ele já tinha avaliado e fechado com a concorrência e você perdeu, além do cliente, muito tempo. Na era da internet, onde as pessoas buscam respostas mais imediatas e as informações estão sempre disponíveis, essa é uma situação que tende a ser cada vez mais frequente. Mas o que uma intranet tem a ver com a história acima? Como ela poderia auxiliar na resolução de problemas como este?

O que é uma intranet?

Intranet é uma rede restrita ao público de uma empresa, utilizada para divulgar informações pertinentes para aquele grupo, permitir a troca, edição e arquivamento de documentos comuns às diversas áreas e que possam ser acessados de qualquer dispositivo (smartphone, tablet ou desktop). Um exemplo de ferramenta de intranet é o Microsoft SharePoint.

Os três fatores que tornam a intranet indispensáveis:

  • Colaboração:
O fundamento básico de uma intranet é a colaboração entre equipes. Nela as diversas áreas da empresa se conectam e estão sempre disponíveis para se ajudarem e entregar as melhores soluções para os clientes. A ideia aqui é ter os documentos e as pessoas necessárias trabalhando em um ambiente online e acessível de qualquer dispositivo, com uma versão do documento que pode ser editada por todos os participantes. Com isso, os riscos de trabalhar em versões desatualizadas ou de encaminhar uma proposta que não foi revisada por alguma equipe é completamente eliminada. Além de terminar com as longas trocas de e-mails com diversas versões de documentos.
  • Informar a todos!
Já pensou em ter um portal de notícias sobre sua empresa? Isso mesmo, um local onde os colaboradores podem encontrar uma palavra de inspiração postada pelo dono da empresa, comunicados e treinamentos disponibilizados pelo RH, documentos necessários para o seu trabalho diário, além de documentos comuns, mas consultados esporadicamente, como templates de Apresentações, Manuais de Procedimentos e Processos, entre outros. Tudo isso é possível com a mesma ferramenta de intranet, com uma diferença, cada usuário terá acesso às áreas comuns e àquelas que são realmente necessárias ao seu trabalho, garantindo segurança para as informações de sua empresa.
  • Vantagem Competitiva
Essa rapidez de acesso às informações, a possibilidade de colaboração em tempo real entre as equipes e o acesso às soluções já geradas e aprovadas por outros clientes podem revolucionar a maneira como sua empresa se relaciona com o mercado e aumentar a produtividade de suas áreas. O resultado quase que natural, será a coesão entre suas equipes internas e a descoberta de novos produtos e serviços que sua empresa pode oferecer baseado nas soluções que suas áreas apresentam para os diversos clientes. Você conhecia o conceito de intranet? Já utilizou alguma vez essa ferramenta? Consegue indicar alguma outra vantagem? Banner sobre consultoria gratuita de SharePoint Online (ECM, GED e Portais de Intranet)

Read more

Banco Pan assume SharePoint como Intranet Corporativa

Banco PAN oferece serviços financeiros, soluções de crédito e seguros com os melhores profissionais, abordagens inovadoras, responsabilidade, eficiência, ética e respeito. O PAN está presente em todo território nacional, com cerca de 221 pontos de venda, conta com mais de dois milhões de clientes ativos. Possui uma base total de 3 milhões de cartões de crédito e mais 72,7 mil novos cartões de crédito emitidos no segundo trimestre de 2013.

Solução/Tecnologia Depois de estudar todas as necessidades do cliente, a inove criou a Intranet Corporativa com o objetivo de unir os colaboradores do Banco Pan. O portal centraliza informações internas em um único local, facilitando o acesso e o compartilhamento, o que aumenta a produtividade e eficiência das equipes. A inove esteve à frente da criação do Portal Internet (www.bancopan.com.br). Muito mais dinâmico, clean e moderno, o portal ganhou vida em Maio de 2013 e reservou um espaço de destaque para o slogan “Banco Pan é a nova marca do PanAmericano”, que revela a nova identidade da companhia e sua nova forma de oferta de serviços e benefícios.

Desafio Construir um novo portal para acompanhar o projeto de mudança da identidade visual do antigo Banco PanAmericano. Proporcionar facilidade de acesso às informações para os clientes e colaboradores do Banco PAN.

Resultado A implantação do portal em SharePoint simbolizou uma nova fase para o Banco PAN, fortalecendo suas novas linhas de negócios e no contínuo investimento no atendimento ao cliente. O novo visual do portal e forma de navegação levou um toque de modernidade à nova identidade do banco.

Read more

Sing Supply utiliza o CRM para obter uma previsão confiável de forecast e funil de vendas

Desde 1994 a Sign Supply surpreende o mercado brasileiro com suas soluções de comunicação visual, trazendo as principais novidades, inovações e tendências globais, lançando constantemente novos equipamentos de impressão, suprimentos e outros produtos. A empresa é reconhecida pelo seu pronto atendimento, assistência técnica com profissionais altamente qualificados. Sempre prezando por uma excelente cadeia de logística e distribuição, desde o fabricante até as mãos do cliente de comunicação visual.

Solução/Tecnologia

Microsoft Dynamics CRM On Premise. Módulos de Marketing, Vendas e Serviços.

Desafio

Gerenciar as oportunidades de vendas, que estavam em planilhas de Excel descentralizadas com executivos de contas, detalhar a origem dos leads, obter uma previsão confiável de forecast e funil de vendas.

Resultado

Hoje a empresa consegue aferir qual a melhor fonte de leads, gerenciar as oportunidades de novas vendas e manutenção e suprimentos, proporcionando à alta diretoria o forecast confiável e o pipeline de vendas. Além disso, gerenciar os chamados técnicos e coordenar os engenheiros de campo, com abertura de chamados pelo sistema, o que permite o escalonamento de acordo com disponibilidade e distância dos recursos, aumentando a eficiência e rentabilidade de prestação dos serviços.

Read more

Nexo CS reduz custos com geração de negócios com a adoção do CRM Online

A Nexo CS é uma empresa especializada no desenvolvimento de software de gestão para as áreas de Medicina Ocupacional, Segurança do Trabalho, Previdenciária, Ergonomia e Meio Ambiente. No mercado nacional desde 1996, a companhia atua em suas unidades de negócio em São Paulo e Rio de Janeiro e na América Latina através de parceiros. Entre seus principais clientes estão 50 das 500 maiores empresas do Brasil de diversos segmentos, como Industrial, Financeiro, Governo, Construção Civil e Hospitalar. A companhia oferece uma série de soluções integradas de alta tecnologia e serviços avançados, investindo constantemente em Pesquisa & Desenvolvimento.

 Solução/Tecnologia

Microsoft Dynamics CRM On Premise. Módulos de Marketing, Vendas e Serviços.

 Desafio

Registrar e ter visibilidade das atividades dos canais de vendas, oportunidades de negócios, campanhas de marketing e pós atendimento de clientes.

 Resultado

A Nexo CS agora tem maior flexibilidade, ergonomia e reduziu custos no processo de geração de negócios devido a gestão das atividades da área de vendas e marketing, que foi proporcionada pela utilização da solução de CRM. As campanhas de marketing e comunicação de novas legislações para seus clientes também são disparadas e monitoradas

Read more

CNI adota CRM Online para se comunicar melhor com seus stakeholders

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) é a voz da indústria brasileira. A entidade atua ativamente na defesa dos interesses do setor produtivo e tem como missão defender e representar a indústria. Composta por vinte e sete federações de indústrias, nos estados e no Distrito Federal, além de mais de mil sindicatos patronais associados e 196 mil estabelecimentos industriais.

 Tecnologia / Solução

A inovelive! ofereceu um modelo projetado que permite o armazenamento de informações detalhadas sobre parlamentares, membros do poder executivo e colaboradores das empresas associadas ao sistema indústria, permitindo a segmentação de campanhas de marketing e o histórico de relacionamento entre a CNI e seus Stakeholders.

 Desafio

Manter o histórico de relacionamento e armazenar em um único local todas as ações relacionadas à indústria, como proposições parlamentares, matérias veiculadas na mídia e postagens nas redes sociais.

 Resultado

A solução permitiu que a CNI se comunique melhor com seus Stakeholders e detenha um histórico de relacionamento capaz de subsidiar decisões e ações estratégicas com o governo e parlamentares.

Read more

Odebrecht melhora o acompanhamento de projetos

A Odebrecht é uma organização de origem brasileira composta por negócios diversificados, com atuação e padrão de qualidade global. Criada em 1981, a Odebrecht S.A., holding da Organização, é responsável pelo direcionamento estratégico e pela manutenção da unidade filosófica, assegurada pela prática da Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO). Por meio de suas empresas líderes, a Odebrecht atinge os seguintes setores: ■ Engenharia e Construção ■ Investimentos em Infraestrtutura e Energia ■ Indústria ■ Instituições Auxiliares.  

Tecnologia / Solução

inove implementou uma solução baseada em Microsoft SharePoint Server Enterprise, utilizando os recursos do Visio Services, a fim de exibir o acompanhamento das obras em formato gráfico, de fácil acesso e gestão do time cliente. A Solução foi desenhada utilizando os seguintes produtos: ■ Autodesk Autocad; ■ Microsoft Office Excel 2010; ■ Microsoft Visio 2010; ■ Microsoft SharePoint Server Enterprise 2010; ■ Visio Services.

Desafio

Desenhar uma solução com o objetivo de atender as necessidades de acompanhamento das obras de estádios de futebol, executados pela Odebrecht engenharia.

Resultado

A solução representou um impacto considerável na forma de gestão e acompanhamento das obras, trazendo benefícios intangíveis no que diz respeito a melhor fluxo da informação e disponibilização dos dados de maneira adequada, mas também benefícios tangíveis, por exemplo, a melhoria no acompanhamento dos projetos, pois no cenário anterior este acompanhamento era totalmente centralizado dentro do Microsoft Project Professional e no Autodesk Autocad, e, após a solução entregue, os usuários tiveram uma alternativa com o Visio e o SharePoint.

Read more