Viewing posts from: June 2016

Saiba por que um bom CRM Online é essencial para o cálculo de ROI

O cálculo de ROI (Return on Investment, ou Retorno Sobre Investimento) é uma das principais métricas do marketing digital, permitindo entender se o investimento realizado está trazendo o retorno esperado. Assim, é possível saber quais ações devem ser priorizadas com o orçamento disponível, maximizando os resultados e fazendo a empresa crescer. Por isso, usar um CRM online é uma boa opção para o cálculo de ROI, porque traz resultados mais confiáveis e seguros para a empresa.

Como fazer o cálculo de ROI

O ROI é utilizado especialmente no marketing digital, identificando as campanhas, os investimentos e as mídias que trazem mais retorno e quais precisam ser melhor planejados. É importante saber que, segundo a Hubspot, 60% dos ciclos de vendas são finalizados antes de alguém da empresa entrar em contato com o potencial cliente. Por isso, calcular o ROI é a maneira mais adequada de compreender o que traz resultados para o negócio. A fórmula do ROI é simples: (Retorno do investimento – custo do investimento) / custo do investimento. Assim, se o custo do investimento foi de R$ 100,00 e o retorno do investimento foi de R$ 200,00, tem-se: (R$ 200,00 – R$ 100,00) / R$ 100,00 = 1. Esse resultado pode ser multiplicado por 100, obtendo o resultado em percentual. No exemplo, o retorno foi de 100%. Contudo, para chegar a esses dados é importante considerar alguns elementos.
  • Manutenção da plataforma de conteúdo (blog e site).
  • Manutenção dos canais de distribuição (mídias sociais).
  • Gasto com redatores.
  • Ferramentas de distribuição (como as landing pages).
  • Ferramentas de mensuração e análise etc.
Vamos supor que os gastos tenham sido:
  • R$ 20,00 para manutenção do blog;
  • R$ 4.500,00 para conteúdo;
  • R$ 700,00 para a ferramenta de mensuração.
Assim, os gastos totalizam R$ 5.220,00. Agora, imagine o seguinte retorno:
  • total de acessos – 10 mil;
  • total de novos clientes – 50;
  • porcentagem de conversão (ou vendas) – 0,5%, porque considera-se o total de acessos multiplicado pela porcentagem de conversão: 10 mil x 0,5% = 50;
  • ticket médio – R$ 700,00;
  • receita adicional – R$ 35.000,00, porque multiplica-se o total de novos clientes pelo ticket médio: 50 x 700,00 = R$ 35.000,00.
Neste caso, o retorno foi de 6,7 vezes o valor do investimento. A maior dificuldade em se realizar este cálculo está em coletar e apurar as informações corretamente, principalmente se sua empresa possuir diversos canais de vendas como os especializados em Inbound e Outbound Sales. Por isso, o uso de um CRM online pode ser a chave para o sucesso.

CRM online e o cálculo de ROI

O CRM (Customer Relationship Management, ou gestão do relacionamento com o cliente) é uma ferramenta utilizada para que as ações da empresa foquem no cliente, atendendo às necessidades dele. Por isso, o CRM abrange os setores de atendimento, vendasmarketing e até o pós-vendas, compreendendo o que o cliente quer e fazendo uma estratégia voltada para essa demanda. Assim, o CRM é uma solução tecnológica que ajuda as empresas a terem mais eficácia. ao organizar os dados automaticamente, criar padrões de coleta de informações a cada interação com um lead e permitir que os gestores façam análises de forma precisa e confiável. O resultado é uma mensuração mais eficaz dos resultados de campanhas de marketing e dos métodos empregados pelo time de vendas, tendo um cálculo de ROI mais assertivo sobre a eficiência e eficácia das estratégias e ações que são realizadas. Um bom CRM online permite organizar informações sobre os leads e seus contatos com a empresa, verificar a participação em campanhas, dados de compras, além de permitir a gestão do funil de vendas e atualizar o processo de vendas. Assim, é possível obter diversos benefícios, como:
  • fidelização de clientes – os clientes tornam-se porta-vozes da marca;
  • ganho de vantagem competitiva – a empresa destaca-se perante a concorrência;
  • possibilidade de vender mais – a empresa consegue sobreviver aos momentos de baixa demanda, por meio das vendas recorrentes para a sua própria base de clientes;
  • pós-venda eficiente – a empresa deve entrar em contato com o cliente após a aquisição do produto, mostrando que pode ajudá-lo se houve algum imprevisto e conquistando-o para que novas compras sejam realizadas;
  • mensuração do ROI – a empresa consegue entender o real impacto de cada investimento na aquisição de leads e fechamento de novas vendas.
Com um CRM Online a análise e o cálculo de ROI serão extremamente simplificados para sua empresa. Se você quiser saber mais sobre como o CRM pode otimizar suas vendas, baixe nosso e-book gratuitamente: "Otimizando suas vendas com CRM"! Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

Vendas inbound x outbound: quais as principais diferenças?

Vender é uma necessidade de todas as empresas, mas vender quanto e em quanto tempo? A resposta a essas perguntas influencia diretamente nas estratégias de marketing e vendas adotadas pela sua equipe. Afinal, se você precisa de vendas imediatas, não pode ficar esperando que um cliente tome a iniciativa e queira comprar de sua empresa. Da mesma forma, não pode montar um time de vendas gigante para sair em busca da quantidade de potenciais clientes que precisam ser prospectados para encontrar boas oportunidades. Você pode estar pensando que não é possível ter tudo ao mesmo momento, mas a verdade é que quando se trata de vender, é possível sim! Você pode utilizar tanto o modelo de vendas inbound, quanto o de vendas outbound para gerar mais negócios para o seu empreendimento, é só saber diferencias as estratégias e quando aplicar cada uma delas.

Vendas inbound: o que você precisa saber

Vendas inbound é uma metodologia derivada do inbound marketing, isto é, do marketing de atração. Ela consiste em despertar o interesse do seu público-alvo com a distribuição de conteúdo útil e relevante, a fim de acompanhar e acelerar sua jornada de compra. Num primeiro momento, este conteúdo terá a missão de plantar a semente da necessidade de um produto ou serviço em um potencial cliente, fazendo com que ele entenda que uma solução para determinado problema ou situação é melhor maneira de aproveitar uma oportunidade ou evitar complicações ainda maiores. Quando este potencial cliente está seguro de a resolver um problema é a melhor solução, você passa a nutri-lo com outros tipos de informações que vão conduzindo-o pelo funil de vendas, até que ele esteja pronto para a compra. Como você deve ter percebido, até aqui não houve nenhum contato do setor de vendas com o potencial cliente. Tudo está sendo feito com um ótimo trabalho de inbound marketing. O vendedor só vai entrar em ação quando o potencial cliente estiver às vésperas da sua decisão final, tendo o trabalho apenas de fechar o negócio. Essa metodologia é bastante interessante para aquelas empresas que não têm urgência em captar novos clientes ou que desejam tornar o trabalho de seus vendedores mais assertivo, já que apenas os clientes que estiverem em estágios mais avançados da jornada de compra é que seriam abordados pelo time de vendas. Trata-se de uma estratégia cujos efeitos são percebidos mais no médio e longo prazos, e que visa, antes de mais nada, estabelecer vínculos com uma audiência qualificada, para só então transformá-la em clientes.

Vendas outbound: o que você precisa saber

As vendas outbound são o oposto da metodologia inbound. Neste tipo de abordagem, você coloca seu time de vendas para buscar possíveis clientes no mercado. É uma estratégia mais agressiva e interruptiva, mas que traz bons resultados, principalmente para o segmento B2B. Em geral, as estratégias utilizadas nas vendas outbound envolvem ações de marketing massivo, como comerciais de rádio e TV, envio de mala direta e cold calls, ou ligações frias que são o contato do vendedor com um potencial cliente sem que este tenha qualquer contato anterior com sua empresa. Neste método de captação de potenciais clientes, o vendedor está envolvido desde o primeiro momento, tentando persuadir o lead da necessidade, ajudando na consideração e atuando fortemente na negociação para chegar ao fechamento da venda.

Vendas inbound X Vendas outbound: qual é a melhor para você?

Os objetivos serem os mesmos, apesar das perspectivas serem distintas: nas vendas inbound o intuito é atrair e qualificar leads, estabelecendo um relacionamento que resulte posteriormente em uma compra; já nas vendas outbound o objetivo é encontrar pessoas que já estejam minimamente preparadas para realizar uma compra. Por isso mesmo não há estratégia melhor ou pior. Para ter resultados cada vez melhores para sua empresa, o ideal é que você trabalhe as duas metodologias ao mesmo tempo, ainda que com equipes diferentes. O que você deve levar em consideração é que existem peculiaridades que fazem do inbound ou do outbound mais vantajosos para uma empresa em determinado contexto, como:

Orçamento

Se o seu orçamento de marketing é pequeno, prefira investir em ações de inbound marketing, pois custam menos. Você pode produzir um anúncio no Facebook com um orçamento de cinquenta reais ou menos, mas não consegue produzir um milheiro de flyers ou contratar mais pessoas para fazer prospecção ativa com o mesmo valor.

Ciclo de vendas

Ciclo de vendas é o período que você leva para vender um produto ou serviço. Se o seu ciclo de vendas é longo e complexo, as vendas outbound podem ser mais proveitosas, pois o contato do vendedor será crucial para que o potencial cliente feche a compra. Com um ciclo de vendas mais curto, o melhor então pode ser investir em vendas inbound para nutrir e qualificar leads até que eles estejam prontos para a compra.

Buyer persona

Se você tem uma boa segmentação da sua base de leads e consegue identificar com precisão hábitos e comportamentos de consumo, inbound marketing será a melhor opção porque você conseguirá maior assertividade nas ações. Entretanto, se você não tem uma ideia muito formada a respeito do seu público, apenas alguns dados sociodemográficos, vendas outbound pode ser a saída para você encontrar clientes com maior agilidade.

Histórico da empresa

Avaliar suas ações passadas é fundamental para que você saiba qual caminho tomar hoje. Se o outbound não vem surtindo grandes resultados, talvez seja hora de investir em vendas inbound e avaliar o seu desempenho. O perfil do consumidor muda a todo instante, e aqueles que preferiam uma abordagem mais direta podem estar querendo um relacionamento mais sutil com a sua marca, ou vice-versa.

Monitoramento

É muito mais fácil identificar falhas quando conseguimos monitorar os mínimos detalhes de uma campanha. Quando se trata de vendas inbound, você tem todas as estratégias de marketing digital a seu favor, ou seja, capacidade de monitoramento e análise em tempo real. Já em vendas outbound, a coleta e análise das informações é mais lenta e nem sempre precisa, mas o uso de um bom CRM pode inverter esta situação e apoiar seu poder de julgamento. Quando vendas inbound e outbound são usadas de forma integrada, não há como fugir do sucesso, ele virá. Mas se você já vem utilizando as duas metodologias e acredita que os resultados poderiam ser melhores, talvez existam outras questões bloqueando a performance do seu time de vendas. Quer saber quais seriam? Confira o post 5 erros graves no setor de vendas que você precisa evitar e confira se sua empresa não se enquadra em algum deles! Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

KPI e CRM Online: conheça essa combinação incrivelmente eficaz

Não existe nenhuma receita pronta para que uma empresa cresça, entretanto, as inovações tecnológicas permitem diversos avanços, independente do segmento de atuação. Atualmente, um dos recursos que mais oferecem oportunidades de expansão para negócios é a união entre KPI e CRM Online, possibilitando unir indicadores relevantes com uma plataforma que permite identificar métricas mais precisas. Quer saber por que a união entre KPI e CRM online pode ser eficaz para a sua empresa? Continue a leitura!

KPI e a base de dados

Uma vez que se compreende KPI não apenas como métricas que podem ser coletadas pela empresa, mas como um recurso que oferece meios de atingir os objetivos do negócio a partir de dados analisáveis, entende-se a necessidade de ter uma base de dados confiável e completa. Os KPIs são os indicadores que, associados aos objetivos da empresa, permitem alcançar as metas. Por exemplo, para uma empresa que deseja aumentar as vendas utilizando marketing de conteúdo, conhecer o número de visitantes no site é importante, mas não é um KPI, pois é uma informação limitada. O número de leads gerados nas páginas de conteúdo ou a taxa de fechamento das conversões iniciadas nessas páginas, por sua vez, são dados mais relevantes. É mais fácil encontrar uma informação relacionada ao número de visitas do blog do que acompanhar quantos leads fecharam negócio a partir de uma estratégia específica. É justamente por essa razão que uma base de dados completa oferece KPIs que podem melhorar as estratégias que trazem mais resultados para a empresa ou encontrar oportunidades de capacitação e treinamento contínuo da equipe para aumentar a performance do time de vendas,por exemplo.

Por que a base de dados depende do CRM Online?

Empresas investem em recursos distintos para criar uma base de dados capaz de auxiliar na tomada de decisão. Entretanto, a ferramenta mais segura atualmente é um CRM Online de qualidade, que é capaz de integrar todas as áreas operacionais da empresa, principalmente marketing, vendas e suporte, que fundamentam o relacionamento com o cliente.

Qual é a relação entre KPI e CRM Online?

Outros tipos de plataformas também permitem coletar dados. Contudo, os CRMs permitem a coleta de dados mais específicos do negócio e da maneira como seus times de vendas, marketing e serviços ou pós-vendas interagem e se relacionam com os clientes, o que possibilita a criação de modelos de análise, como gráficos e relatórios, mais relevantes para a qualificação do atendimento e otimização das taxas de conversão de leads em clientes. Dessa forma, o CRM tem mais condições que outras plataformas de fornecer um banco de dados completo e com melhores KPIs. Uma plataforma capaz de relacionar dados de diferentes áreas permite identificar métricas mais relevantes que podem se tornar os KPIs da empresa, com potencial de auxiliá-la a atingir os objetivos do negócio. Um exemplo de CRM que oferece essa amplitude de possibilidades é o Dynamics CRM da Microsoft.

Dynamics CRM

O Dynamics CRM possui diferentes tipos de licenças para atender às necessidades de diferentes companhias, sem reduzir a qualidade e as possibilidades da plataforma. Entre as suas ações possíveis, estão:
  • Administrar os contatos;
  • Organizar os dados de contas, oportunidades e campanhas;
  • Gerenciar o funil de venda, identificando as oportunidades em cada etapa;
  • Obter informações atualizadas sobre a interação entre clientes e setores da empresa;
  • Dar continuidade da relação entre empresa e clientes;
  • Manter um banco de dados com todo o histórico das interações de um cliente.
O KPI relevante para um gerente de relacionamento provavelmente não será o mesmo de um gestor de vendas. Portanto, a plataforma deve ser capaz de atender às diversas demandas internas da empresa, permitindo que cada área atinja os próprios objetivos, o que possibilitará atingir a meta do negócio como um todo. Se você quiser conhecer um pouco mais sobre o Microsoft Dynamics CRM, inscreva-se aqui para ver um webinar online sobre a solução.

Por que investir em CRM Online para melhorar o seu KPI?

O KPI e CRM Online são dois elementos que andam juntos se a empresa pretende melhorar os resultados de suas campanhas de marketing, do time de vendas ou do atendimento ao cliente. O CRM Online permite melhorar os KPIs obtidos, enquanto os KPIs possibilitam identificar melhores oportunidades em um negócio. Unidos, permitem conhecer melhor o público, os processos internos e o relacionamento com o cliente, viabilizando, inclusive, o upselling de clientes. Que tal descobrir como o CRM pode ser utilizado na gestão do cliente? Confira o nosso artigo sobre o assunto!   Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."  

Read more

4 motivos para investir agora na capacitação do time de vendas

A capacitação do time de vendas é uma excelente maneira de se aumentar o faturamento da empresa. Afinal, de que adiantam produtos e serviços de qualidade e preços competitivos se os vendedores não são capazes de transmitirem esses valores para os clientes, não é mesmo? Logo, para ter sucesso no segmento de mercado em que atua, uma organização precisa de uma forte equipe de vendas, sem a qual a própria saúde financeira e o crescimento do negócio ficam comprometidos no longo prazo. Confira, a seguir, 4 motivos que você tem para investir no treinamento do time de vendas o quanto antes:

Fuja do mito do vendedor nato

Muita gente acredita que líderes e vendedores são pessoas que nascem com essas características. Saiba, porém, que o fato de alguns indivíduos possuírem uma grande habilidade de comunicação e de interação social não os faz vendedores natos. Até porque ninguém nasce sabendo tudo, concorda? Portanto, a capacitação do time de vendas é tão importante para uma empresa, afinal, o ato de vender envolve muito de técnica e de arte. Raros são os clientes que aceitam uma proposta na primeira oferta. Por isso, o bom vendedor deve entender a fundo do produto ou do serviço que comercializa, das etapas da venda, do perfil do consumidor etc., para poder conduzir a negociação da melhor forma.

A capacitação do time de vendas deve ser um processo

Você acredita que apenas um treinamento para os vendedores, no início do ano, é suficiente para tornar o time de vendas altamente eficaz? Como você deve saber, o sucesso das vendas é talvez o mais importante pilar de sustentação do seu negócio. Como o ato de vender é muito dinâmico, pois envolve muitos fatores, como contexto econômico, perfil do cliente, época do ano etc., a capacitação do time de vendas deve ser um processo contínuo dentro da empresa. Por mais que os treinamentos possam ser eventuais, é necessário avaliar periodicamente o desempenho dos vendedores, para que se busquem melhorias, por meio da troca de experiências. Por exemplo, as técnicas mais eficazes de negociação podem ser compartilhadas, para que a empresa aumente a taxa de fechamento de contratos ou taxa de conversão.

Profissionais mal treinados podem impedir crescimento

Muitos gestores não percebem, mas vendedores sem o preparo necessário para executar a função com excelência podem prejudicar a produtividade e o crescimento do negócio. Em alguns casos, os profissionais até dominam as técnicas de venda, mas não sabem lidar com os sistemas e as ferramentas que tem à disposição no trabalho. Você talvez conheça relatos de empresas que contrataram softwares, que simplesmente foram "boicotados" pelos colaboradores, que não sabiam usar a tecnologia. Para evitar situações assim, que geram perdas significativas para o negócio, a empresa deve oferecer capacitação para o time de vendas no que diz respeito a toda infraestrutura disponível para a execução das tarefas.

O uso de um CRM facilita o trabalho dos vendedores

Mesmo que o time de vendas esteja capacitado e motivado, ele deve dispor do que há de melhor em termos de ferramentas para realização das atividades do dia a dia. Nesse sentido, o uso de um sistema de Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM, do inglês Customer Relationship Management) é fundamental para aumentar a produtividade da equipe. Ainda assim, a empresa deve dar o devido treinamento para os vendedores, para que eles possam aproveitar o potencial do software. Por exemplo, a possibilidade de se fazer cursos online favorece o estudo do sistema de gestão por parte dos vendedores. Os treinamentos via e-learning também podem ser úteis para a aprendizagem das técnicas de negociação. A sua empresa investe na capacitação do time de vendas? Compartilhe sua experiência nos comentários aqui do blog. Não deixe de participar!
 Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more

CRM Online: entenda suas vantagens para aumentar as vendas na empresa

Imagine se você pudesse contar com um modelo de gestão capaz de concentrar todas as informações estratégicas sobre vendas, marketing e serviços, ao mesmo tempo em que fosse capaz de administrar seus contatos, organizar e monitorar constantemente o pipeline (funil de vendas) e fornecer dados atualizados sobre o comportamento dos clientes — tudo isso com a vantagem da mobilidade? Não precisa imaginar, pois esse modelo existe: é baseado no CRM online. Em sistemas tradicionais, o empreendedor costuma enfrentar um caminho trabalhoso e de alto custo, envolvendo o investimento em servidores e bancos de dados que precisam de manutenção e atualização contínuas, seja no software, seja na infraestrutura. Com o CRM online, nada disso é necessário. Vamos saber como ele funciona e quais são os benefícios dessa opção.

CRM online: atalho para a fidelização e aumento de vendas

Gerenciar o pipeline exige que o gestor esteja a par dos detalhes e do estágio em que se encontra cada oportunidade de vendas ao seu alcance, para que ele possa saber como proceder a fim de gerar resultados melhores. O CRM online é um grande facilitador, pois permite que os líderes acompanhem de perto as metas individuais e coletivas das equipes de vendas. Esse acompanhamento pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar, seja no tablet, no smartphone, ou desktop. Com ferramentas mais precisas para cuidar do relacionamento com os clientes é possível fidelizar um número muito maior de compradores, pois assim se podem identificar padrões e tendências, antecipar suas necessidades e atendê-los de forma personalizada e mais satisfatória. Afinal, é mais fácil e menos dispendioso cuidar dos clientes que a empresa já possui e conhece do que sempre ter de partir em busca de novos contatos — o que nos leva ao próximo tópico: a eficiência do marketing proporcionada pelo CRM online.

Marketing e CRM online: a combinação ideal

Campanhas de marketing precisam ser altamente customizadas, para que realmente deem resultado. Aqui o CRM online atua como recurso de potencialização, direcionando os esforços das campanhas de marketing de forma que o gestor tenha noção exata do impacto de cada movimento — seja durante a prospecção, na realização das vendas ou nas ações de posicionamento da marca. Nesse contexto, o trunfo do CRM online é a simplicidade com que esta abordagem organiza e apresenta todas as informações, integrando-as completamente aos setores de vendas e serviços da empresa. Agora que você já entendeu o alcance desta ferramenta, vamos conhecer melhor uma ótima opção para aplicar ao seu negócio: o Microsoft Dynamics CRM.

Microsoft Dynamics CRM

Marketing inteligente, resultados excepcionais em vendas e aprimoramento do atendimento ao cliente, que pode ser feito em qualquer lugar. A aplicação da Microsoft para o CRM online é uma ótima oportunidade de reduzir custos e ampliar a lucratividade, partindo da automação de processos comerciais para ampliar a satisfação dos clientes e conhecer melhor suas necessidades e perfil de compra. Saiba quais são as principais vantagens desta solução:

Visão total

Gerencie o relacionamento com o cliente desde o contato inicial até a realização dos primeiros negócios e durante as etapas de pós-venda.

Mobilidade

O CRM online está disponível em navegadores e aplicativos, para que você e a equipe de vendas possam ter acesso aos dados a qualquer momento, onde quer que estejam, sem jamais perder um negócio novamente por falta de informações.

Diga adeus à infraestrutura

Sem bancos de dados, servidores e manutenções caras e trabalhosas. Invista tempo e dinheiro no que realmente importa: o crescimento da empresa.

Integração

Por que investir em uma solução para o marketing, outra para o processo de vendas e ainda mais uma para o pós-venda? O Dynamics reúne todos esses recursos na mesma plataforma, melhorando a compreensão do relacionamento com o cliente e contribuindo para ampliar a eficiência de todas as etapas. E então, ainda tem dúvidas? Aproveite para obter mais informações sobre as vantagens do Dynamics CRM online!   Banner para download do e-book "Otimizando suas vendas com o CRM"

Read more

Como alavancar suas vendas com e-mail marketing?

Quase todas as empresas dispõem de uma enorme variedade de mecanismos para se comunicar com seu público-alvo, desde os métodos tradicionais até os mais atuais, como as redes sociais. Mas existe uma ferramenta no meio desse turbilhão que ainda tem um grande potencial de conversão de clientes: o e-mail marketing. Confira neste post como ele pode te ajudar a fisgar o cliente e aumentar as suas vendas:

A arma certeira

As redes sociais são um ótimo meio de comunicação, mas nem sempre eles conseguem ser tão assertivas na comunicação com seu público-alvo como o e-mail marketing. Não importa se você deseja promover um ebook, enviar uma newsletter ou divulgar os próximos eventos da sua empresa: o e-mail marketing é o caminho mais seguro para alcançar o perfil de público ideal para sua empresa. Outra característica marcante é o acesso a uma dimensão muito pessoal do cliente: a caixa de entrada do e-mail. É por isso que o respeito na maneira que você aborda essa pessoa é fundamental para que ela queira visualizar o conteúdo.

A base perfeita

Enviar o material é a parte mais fácil do processo. Para realmente conseguir prender a atenção desse cliente tão bombardeado de informações você precisa ser meticuloso, estratégico e simples. Lembre-se: quando o assunto é e-mail marketing, menos é mais. Antes de tudo, você precisa ter um objetivo definido para que todas as etapas seguintes estejam em perfeita sintonia com ele. Em seguida, pense no perfil de cliente que você pretende atingir e divida em categorias, esse processo se chama segmentação. A palavra de ordem aqui é personalização. A pessoa que receber seu conteúdo deverá se identificar com ele, e se ele for muito generalizado a tendência é que você erre a mira.

O conteúdo sedutor

A mensagem que você passará no e-mail marketing precisa ser envolvente, sem ser comum. Ou seja: coloque-se na posição de receptor e questione-se sobre as vantagens que você poderá obter com o que sua empresa oferece. Fique atento: o assunto do e-mail é determinante para o sucesso da ação, que precisa ter entre 25 e 40 caracteres e ser chamativo e atraente. Em paralelo com a mensagem, invista no design como outra ferramenta para retenção de clientes. Feche o pacote fazendo um call to action irresistível e estrategicamente posicionado, com cores e contrastes e uma mensagem que o faça clicar imediatamente. Não se esqueça também de acompanhar os “finalmentes” dessa ação. É muito importante que você monitore sempre as taxas de abertura de e-mail, de clique e conversão para saber se, de fato, acertou o seu alvo. A partir do momento em que você conseguir unir esses três elementos, suas vendas vão aumentar com certeza. E não somos nós que estamos dizendo isso, mas sim os fatos: uma pesquisa realizada pela Return Path mostrou que o e-mail marketing é uma das mídias digitais com maior índice de Retorno sobre Investimento (ROI). Trocando em miúdos, mais vendas e melhores resultados para sua empresa! Pronto para arrasar com o e-mail marketing? Deixe sua opinião nos comentários!   Banner para fazer download do e-book "Processo de Vendas: Dicas e Técnicas."

Read more